Eu e a vida


Vagueei na solidão,
Procurei, andei sozinha
Quis encontrar razões,
Arranjar explicações,
Tanta vez em desalinho

Então a vida questiono-me:
“Estás mal comigo?”
Essa questão ensombrou-me,
E respondi:
“Já me roubas-te mais que um amigo!”

“Eu não te roubei nada,
Escuta bem a minha voz
Um amigo nunca morre,
Ele continua a viver
Para sempre dentro de nós”

Então olhei para ela magoada,
Por tudo o que me fez passar
Foi então que a entendi.
Lembrei-me das coisas boas que me deu,
E acabei por a abraçar.

Rita Oliveira
2006

Comentários

vira disse…
Abraça a vida com muita força, pois ela é unica, indivisivel e linda
MARINA TC disse…
Simplesmente EXTRAORDINÁRIO!!! :)
Bjs priminha*
MARINA TC

Mensagens populares deste blogue

AEMINIUM

Artes Plásticas

Troca-me isso por imagens