Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2009

Teresa

Imagem
Coimbra, 21 de Setembro de 1998



Querida Teresa:

O Inverno daqui, já se foi há muito, as folhas crescem nas árvores, os dias são grandes, tão pequenos, enormes e, passam quase à mesma velocidade com que os pássaros saiem dos ninhos, e partem, vindos de outro lugar que não este, de longe, bem longe, de onde os seus olhos gravaram imagens e as suas canções trazem historias, que reproduzem num canto arrebatador e incompreensível por vezes… Tem tudo estado como tu gostas, os dias são limpos, o mar, espelho do céu, vai e vem calmo, vai e vem de mansinho, como se não quisesse perturbar os pensamentos de quem se senta perdido na areia, ou de quem se deixa levar pela pequenez do seu Ser ao olhar a sua imensidão, vai e vem, quase silencioso, quase inaudível… Não vou até lá desde que te foste, há muito que a areia que piso não é a mesma areia fina e branca que eu tentava agarrar e escorregava entre os meus dedos. De manhã, quando acordo, a Natureza dá logo de si e os pássaros, aqueles que vieram de …