Mensagens

A mostrar mensagens de Maio, 2009

Incerteza

Imagem
Assisto atentamente à sua chegada e sinto vagarosamente o sangue a correr-me nas veias. Olha para mim, como quem não me vê e esconde-se algures entre a alma e o coração. Passa de relance… Depois, acalma… vem falar-me baixinho ao ouvido, a medo, toca-me como se não fosse propositado e aí, sim, é aí que flechas de fogo me queimam a pele todas as palavras são trocadas por silencio e sorrisos momentâneos, por olhares meigos e ternos, mas incertos, mas distantes… e de repente sou minúscula, alguém me aperta contra o peito por causa da ferida na alma que tanto dói. Olho pelo cantinho do olho e lá está outra vez, pronto para olhar através de mim, como se eu não soubesse o que traz escondido no peito e no olhar flamejante, como se eu não soubesse que está lá para assistir atentamente à minha chegada, que sente vagarosamente o sangue a correr-lhe nas veias. Pensa que o tempo criou o vazio, a distância e olha para trás para que o seu olhar se cruze com o meu em cada passo em frente que dá, mas insi…